Primeira quinzena de setembro será seca e de baixa umidade em quase todo o país

Foto: Inmet

O mês de Setembro vai começar com a previsão de tempo na maior parte do país. Segundo as previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), nesta primeira quinzena do mês, a massa de ar seco deve continuar predominante na maior parte do Brasil. Além disso, a circulação dos ventos também impedem que novas chuvas cheguem nas demais áreas do país.

Francisco de Assis Diniz, Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet, destacou mais uma vez que as frentes até se formam pelo sul do Brasil, mas não conseguem avançar para as demais regiões. O mapa dos últimos 5 dias mostram chuvas restritas apenas para o Rio Grande do Sul, com destaque para o extremo sul do estado onde foram registrados os maiores volumes.

Primeira quinzena de setembro será seca, com temperaturas elevadas e baixa umidade do ar em grande parte do país, alerta Inmet
Publicado em 31/08/2020 12:16 e atualizado em 31/08/2020 14:287407 exibições

Francisco de Assis Diniz – Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet

Frente fria segue concentrada na metade sul do RS onde as chuvas farão a recomposição dos reservatórios hídricos
Podcast
Entrevista com Francisco de Assis Diniz – Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet sobre a Previsão do Tempo

O mês de Setembro vai começar com a previsão de tempo na maior parte do país. Segundo as previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), nesta primeira quinzena do mês, a massa de ar seco deve continuar predominante na maior parte do Brasil. Além disso, a circulação dos ventos também impedem que novas chuvas cheguem nas demais áreas do país.

Francisco de Assis Diniz, Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet, destacou mais uma vez que as frentes até se formam pelo sul do Brasil, mas não conseguem avançar para as demais regiões. O mapa dos últimos 5 dias mostram chuvas restritas apenas para o Rio Grande do Sul, com destaque para o extremo sul do estado onde foram registrados os maiores volumes.

Para os próximos dias, o modelo Cosmo do Inmet sinaliza chuvas entre 20 e 30 milímetros de precipitação para o Centro-Sul do Rio Grande do Sul. Os mapas de previsão estendida do NOAA, assim como o Inmet, não sinalizam chuvas para o Brasil Central na primeira quinzena do mês.

Além do tempo seco, as temperaturas devem continuar elevação. Segundo Francisco, nos últimos dias as temperaturas já ficaram acima dos 39 graus em locais como Mato Grosso, Goiás e Tocantins. A umidade relativa do ar também continua abaixo do ideal no Brasil Central, mantendo o estado de alerta para a região.

Fonte: Noticias Agrícolas

>>AnteriorExportação de carne suína fecha agosto em alta e supera em 79% o mesmo período do ano passado
Próxima>>CBF divulga tabela da quarta fase da Copa do Brasil com datas e horários

Comente essa matéria

Comente:
Digite seu nome